/*----------COMEÇO----------*/ /*--------------- FIM -------*/

sábado, 6 de agosto de 2016

Dos drabbles que eu precisei escrever #1


Você sente minha falta como eu sinto a sua? Me pergunto se me tirou da cabeça tão facilmente como faz com todos os seus problemas, atolando-se de trabalho e ocupando seu tempo o máximo possível. Não sei se é coragem ou fracasso o fato de conseguir manter-me a uma distância segura de ti. O dia passa e eu me distraio com meus programas vazios e risos ao acaso, ignoro a saudade sem sucesso e quando a noite cai e minha cabeça pesa no travesseiro, é com você que eu gostaria de estar.
O que são drabbles?
Mais drabbles aqui.

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Eu gosto de quem sabe ficar


Eu tenho um pequeno problema. "Pequeno" porque sou eufemista e não queria causar espanto anunciando meu defeito colossal: eu me entrego fácil demais. Essa cara de durona que segura qualquer barra e enfrenta o mundo inteiro não passa de faxada para afastar gente medrosa, eu sou um coração mole que sai acreditando no melhor das pessoas e mesmo com o pé atrás, rendo-me ao primeiro sinal de bondade. 

E não dá para ser diferente. Todos os dias prometo inutilmente a mim mesma que não vou mais acreditar em tudo que dizem, nem cair nas armadilhas de palavras encantadoras, mas é uma batalha perdida. Pior ainda é que todo mundo sabe, está escrito na minha testa, embora eu negue sempre que perguntam. Eu? Sentimentalista? De onde você tirou isso? Meu coração é uma pedra de granito!

Até parece.

Me dá um abraço apertado e um sorriso gostoso que já me ganha. Santa inocência! Maldita, na verdade. É que cansa essa coisa toda, é tão exaustivo, você sabe, "mergulhar de cabeça em pessoas rasas". E eu sempre digo, sou o Pacífico, sou intensa e não sei ser meio termo, se for para nadar, que seja no mais profundo oceano. O problema disso é que às vezes a gente se afoga. No meu caso, quase sempre.

Então, por favor, se você não tem a intenção de ficar, não entre para tomar uma xícara de café e me contar como foi o seu dia. Não pergunte sobre os meus sonhos ou o que tenho escutado no spotify. Se você vai embora assim que a chuva lá fora passar, ou quando aqui dentro começar uma tempestade, prefiro que não venha.

terça-feira, 2 de agosto de 2016

3 Filmes de drama para dias chuvosos

Quem me conhece sabe que eu prefiro filmes dramáticos/independentes e documentários aos famigerados hollywoodianos; não que eu não ame ver Chris Evans vestido de Capitão América no cinema, é só que, em dias aleatórios sem nada para fazer, é tão bom curtir uma bad com um pouco de drama, não é? Pensando nisso, resolvi trazer para vocês três dos meus favoritos. Três porque, vocês sabem, sempre que a gente precisa fazer uma lista de algo, tudo relacionado a esse tema simplesmente desaparece da nossa memória.

Perfect Sisters (Cúmplices de um Segredo): Assisti esse recentemente e desde então estava louca para recomendar aqui. PS: se você é como eu e odeia spoilers, fuja das sinopses! É baseado em fatos reais e conta a história de duas irmãs com um laço intenso entre si, dependentes uma da outra e inseparáveis, que são criadas pela sua mãe alcoólatra. O desenrolar da história rouba o fôlego ocasionalmente [não posso dar detalhes ou entregarei o enredo] e está disponível no Neflix! 

Confi@r: Quem nunca conversou com desconhecidos online que atire a primeira pedra! O filme retrata uma garota que acabou de completar dezesseis anos e ganhou seu primeiro notebook. Empolgada por finalmente ter privacidade na rede, conhece Charlie numa sala de bate papo e se envolve num relacionamento virtual com ele. Inicialmente ele diz também ter 16 anos, depois 20 e então 25, mas quando se encontram, Annie se depara com um adulto de trinta e poucos anos. Esse filme foi um alerta incrível às adolescentes que facilmente caem nesse tipo de armadilha todos os dias e é impossível não sentir-se parte da trama. [Disponível no Netflix]

Era Uma Vez: Ela é filha única e vive num condomínio de luxo, ele, morador da favela próxima dali. Mundos completamente opostos unidos por uma única coisa: o amor. Eu não ia colocar romance nessa lista, mas este aqui tem meu coração. A fotografia desse filme é tão bonita, o sentimento, a luta contra o preconceito e tantas outras coisas. Um dos meus filmes nacionais favoritos.

Já assistiu algum desses? O que achou? Me conta tudo aqui nos comentários ❤ Mil beijos!

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Baú na Estrada: Wrong side of heaven and the righteous side of hell


Eu sou inapta a amar porque ser amada não foi algo que me ensinaram. Meu corpo é um robô programado no automático, minha alma é incapaz de sentir. A casa está arrumada e, no entanto, eu não vejo nada no lugar. Meu coração parou de bater há algum tempo, eu morri e ninguém percebeu. 

Assisto os dias passarem como telespectadora da minha própria vida. Figurante da minha história. Um navio repleto de rachaduras que quase não suportam a pressão do mar, prestes a afundar, e não há nada que possa ser feito para impedir. Porque eu não pertenço a lugar algum e a cada dia partem-se os fios que me prendem aqui.

Como naqueles pesadelos em que você não consegue correr, tampouco acordar, sou inábil a gritar. Eu sussurro, deixo pistas, olhe para mim, estão por toda a parte. Acontece que agora não importa mais. Eu não me importo mais. Passou. Não dói. Não faz feliz. Só existe. Existo.

Esse post faz parte do projeto "Baú na Estrada" em parceria com o John, do Baú de Canto, no qual postaremos em quartas alternadas um texto de acordo com tema sugerido um para o outro (desculpem o atraso). O texto dele dessa semana você pode ler clicando aqui!

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Antídoto


Você me deu algo pelo que lutar. Pela primeira vez eu me vi fazendo planos, porque, se que saber, eu não sou esse tipo de pessoa, dessas que pensam no futuro, ao menos, não sem você por perto. E por um curto período eu não estava apenas vendo os dias passar e esperando que as coisas ficassem no seu lugar sem o mínimo de esforço, me arrancaste da inércia, nesse pequeno espaço de tempo eu tive mais que uma semivida.

Eu me permiti ser ludibriada por suas palavras porque não havia nada mais doce que o som da sua voz. E mesmo que agora tenha deixado um gosto amargo por todos os meus sentidos, me conformo com as lembranças adocicadas. Não que isso te isente do seu remorso ou da minha decepção, mas eu não pretendo lutar uma batalha que você deliberadamente já escolheu o final.

Você me ensinou a voar e cortou minhas asas logo depois, me levando ao chão numa queda brusca. E não sei qual é o fio que ainda me prende a você, mas ele está lá, fino e desgastado, pronto para romper em caso de tempestade. Espero que você tenha guarda-chuva e um lugar seguro, porque estou cansada de me molhar  por quem não se importa se eu vou morrer de frio. E você quase me congelou.

Eu quase te odeio.

Por ter me feito tão vulnerável. Acontece que foi a primeira e única vez que alguém penetrou minhas muralhas e despiu-me da minha armadura. Estou blindada.

sábado, 23 de julho de 2016

Sorteio literário e muito amor


Como vocês souberam no post passado, o Café está fazendo dois anos este mês, o que é novidade é que o Letras na Gaveta e o Caligrafando-te também! Pensando em fazer algo especial, Mari, Kelly e eu decidimos fazer um sorteio com alguns mimos para vocês. Algumas dorezinhas de cabeça e muito amor depositado no projeto depois, conseguimos deixar tudo lindo e em ordem para começar. 


As regras são bem simples:

1) Curtir as fanpages: do Café, do Caligra e do Letras.
2) Clicar em "Participar" nesse link.
3) Marcar três amigos nessa fotinha aqui.
4) Residir em território nacional.

O kit é composto por: 

 Um exemplar de O Pequeno Príncipe, edição de luxo com capa dura;
 Um exemplar de Alice no País das Maravilhas e Alice Através do Espelho, edição de luxo com capa dura em versão de bolso;
 Cinco marcadores EXCLUSIVOS;
 Dois letterings sobre os livros;


Estou apaixonada por essa caixinha e espero que gostem tanto quanto nós estamos gostando. Como a Kelly disse, é singelo, mas de coração. Você poderá se inscrever até às 23:59 do dia 23 de agosto, quando o sorteio for realizado, nós divulgaremos o resultado nas páginas e entraremos em contato com o ganhador, e caso este não responda em 48h, será realizado um novo sorteio. Bem como, caso o ganhador não tenha cumprido todas as regras, será desclassificado. O envio será efetuado em até 60 dias quando tivermos todos os dados em mãos.

Mil beijos!