Cansei de intensidade, eu quero leveza

quarta-feira, abril 19, 2017


Nos livros que leio, nos blogs que visito, nas postagens que as pessoas fazem nas redes sociais, todo mundo só fala de intensidade, de querer conversas profundas o tempo todo. Reclamam da superficialidade e exigem reflexões transcendentais, "deus me livre alguém que sabe não morrer de amor", "longe de mim contato essa gente de zero sensibilidade emocional".

Tá, pode dizer: eu sou essa pessoa que não para de escrever sobre como eu sou oceano e odeio gente que é copo d'água.

Meh.

Gente intensa só me trouxe problema. Eu sou um furacão, um tornado sentimental, e o que acontece se você misturar isso com outro fenômeno natural? Mais catástrofe, eu diria. Explosão. É um evento que move cada partícula do nosso ser, que ferve nosso sangue e nos faz respirar ofegantes. No entanto, não dura. Nossos átomos acalmam-se, o sangue esfria, o fôlego é retomado e é quase como se tudo voltasse a perfeita harmonia de outrora, exceto pelo caos que fica quando o fenômeno chega ao fim.

Como tudo no universo, é preciso haver equilíbrio. Yin Yang, completude, pólos opostos, ou como queira chamar. É preciso terra firme e um porto para agarrar-se quando houver tempestade, profundidade demais só nos faz perder o chão. 

Eu quero calmaria, brisa leve e água de coco. Chega de gente que vem pra me virar de ponta a cabeça (e não é literalmente), cansei de sentir de tal maneira que dói e de pensar demais. Tanta intensidade, eu descobri, é o oposto de paz. 

You Might Also Like

2 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Esses dias eu mesma me peguei devaneando sobre o quanto essa busca por intensidade no outro só me tornou um alguém muito machucada. Que textããão! Você é incrível. <3

    ResponderExcluir