Você nem merece um texto

sábado, janeiro 16, 2016


E aí? Você saiu da cidadezinha que morava e que costumava reclamar para mim o quanto era uma droga por ser tão pequena, não ter nenhuma atração e todo mundo saber a vida do outro? A mesma cidade que outrora eu prometi roubar-te para viver comigo. Ganhaste os quilos que tanto almejava e que para mim jamais fora um problema a ausência deles em ti? Ainda odeia seu sorriso, algo que eu sempre amei em você? A essa altura já decidiu o que vais fazer da vida? Nunca soubera, médica ou veterinária? Faculdade ou curso técnico? Trabalhar em escritório ou por a mão na massa? Quando você partiu a decisão ainda não tinha sido tomada, pergunto-me se algum dia será.

Me baniste ta tua vida como se todos os "para sempre" que acreditei tão fielmente tivessem sido em vão. Fui verdade, mas parece que você não. Já faz tanto tempo e é tão estranho isso ainda doer. É tão ridiculamente patético o restinho de esperança ainda brilhar aqui dentro e as lágrimas encherem meus olhos toda vez que lembro de todos os nossos planos. Porque você foi a única vez que eu sinceramente acreditei no happy ending, que me despertou a vontade de lutar contra qualquer coisa pelo nós.

Algo dentro de mim sempre dissimula que eu já te deixei para trás, embora vez ou outra a saudade venha à tona. E eu não sei porque ainda dói. Porque eu ainda penso em ti quando ao menos lembras que um dia foras minha. Que um dia escreveu para mim longas cartas de amor com palavras difíceis e sentimentos à flor da pele. Esqueceu que tivemos uma curta, entretanto, linda história de amor e que nada no mundo chegava perto daquilo que tirava nosso sono e pulsava no nosso peito. Porque, porra, era amor. E eu não sei quando deixou de ser.

E é por isso que eu não consigo te deixar em alguma esquina por aí. Mesmo que teu sorriso nos braços desse outro alguém não disfarce tua felicidade, talvez você ainda tenha um pedaço meu, jogado por aí no teu quarto bagunçado. E eu morro de medo. Vai que alguém me surrupia novamente, coloca-me asas e depois as tira de mim? Eu não aguentaria outra queda e você foi o meu despenhadeiro.

Eu só queria um adeus descente. 

You Might Also Like

17 comentários

  1. Acho lindo pessoas que tem o dom par escrever. Você, com certeza, o tem. Parabéns pelo blog <3

    Gaby
    http://misslennox.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gzus que texto é esse dona Rebeca?
    "Algo dentro de mim sempre dissimula que eu já te deixei para trás, embora vez ou outra a saudade venha à tona."
    Não sei porque mas me lembrou Capitu de Dom Casmurro.♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, muito obrigada moça ♥ Um elogio e tanto esse *-*

      Excluir
  3. Você acaba comigo desse jeito moça :(
    "Me baniste ta tua vida como se todos os "para sempre" que acreditei tão fielmente tivessem sido em vão. Fui verdade, mas parece que você não."
    Fico lindo, e cheio de saudade ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, moça ♥ Tu que acaba comigo com esses comentários.

      Excluir
  4. ''Fui verdade, mas parece que você não.''
    Esse é O QUOTE da vida. Ser verdade enquanto o outro não é, é foda cara. Gosto muito quando você escreve por outra perspectiva assim! Sempre muito interessante!
    Beijão! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, se entregar de verdade a alguém de mentira é foda.
      E se eu te contar que esse texto é a minha pŕopria perspectiva, você acredita? haha
      Muito obrigada pelo carinho de sempre *-* Beijão ♥

      Excluir
    2. Acredito porque você é MARAVILHOSA, BAYJOS
      hahahahaha

      Excluir
  5. Teus textos são sempre tão bonitos, e tão reais.

    Triste pensar que pode ter sido inspirado em alguma situação real mas, se não for assim, posso desejar que você continue escrevendo coisas desse tipo?

    Você tinha falado que queria ler mais sobre Umbanda, tem postagem nova falando justamente disso :) É gigante, então entendo se não quiser ler tudo, mas tá lá, UHAUAHA.

    Beijinhos.
    Oh Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Óh, muito obrigada pelo carinho, moça ♥

      Pode sim, deixa comigo que continuarei!

      Ah, ótimo!! Vou correndo dar uma lida ♥ Mil beijos

      Excluir
  6. Muito bom seus textos como sempre, me amarro nesses palavrões aí ♥

    http://izcordeiro.blogspot.com.br/2016/01/ilustrando-16-fada-e-borboleta.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu sempre um amor, muito obrigada, moça ♥

      Excluir
  7. Amei esse texto... A forma de transmitir os sentimentos da personagem...
    Já tou te seguindo...
    E ficaria feliz de desse um passadinha lá no blog...
    Bjss
    http://amandahauane.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Ia colar um trechinho do texto aqui, e acabou que escolhi o mesmo que a Cami hahahaha. Mas realmente foi que eu achei mais lindo, entre tantos maravilhosos <3
    Esse texto ficou incrível. Não tem sentimento pior quando o que o mínimo que você espera de uma pessoa é um adeus adequado, de verdade. Não gosto de despedidas que não acontecem. A pior coisa é a gente pensar no que poderia ter sido... ao menos um adeus acaba - pelo menos por um tempo - com as possibilidades.
    Enfim, tá perfeito, como sempre ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho, Mari ♥ O adeus nos dá um ponto final. Ninguém merece as eternas reticências.
      Fico feliz demais que você tenha gostado ♥ Senti sua falta por aqui rs beijão!

      Excluir