Por: Rebeca Maynart | 11 Comentário(s)

Notas de uma escritora

terça-feira, julho 31, 2018

Eu tenho a sensação de que já escrevi todos os meus estados de espírito, todas as minhas pequenas particularidades, todos os sentimentos cabíveis numa criatura. E nessa demasia de poesia, esgotei todas as metáforas e simbologias possíveis e imagináveis, deste modo, toda oração que eu transcrevo soa como um plágio de mim mesma, uma redundância da minha tristeza.

Invejo escritores que escrevem além da sua alma, que cativam-se nas minúcias e conseguem expressar mais do que os seus âmagos podem sentir. Porque, sinceramente, minha arte é egoísta. A inspiração é seletiva e não me deixa contar qualquer história, quase somente aquelas que experienciei neste corpo físico que vos fala. Eu sei, constrangedora conjuntura para um artista.

E nesta confissão, deixo registrado que: perdoo minha habilidade em sua limitação e prometo esforçar-me para parar de repetir as mesmas lamúrias com palavras diferentes texto após texto; reconheço minha evolução e orgulho-me do meu talento; agradeço aos que em algum momento passaram por aqui para uma xícara de café e uma boa conversa e mais ainda, aos que tornaram isso um hábito.

Eu sei exatamente porque escrevo, mas jamais entenderei porque me leem.

11 comentários:

  1. Leio porque me identifico, porque me tocam as palavras. Porque ao final do peso de cada dia sabe bem saber que não estou sozinha quando tenho por companhia palavras que parecem sair de mim.
    Obrigada por isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é linda demais! Muito obrigada pelo carinho por aqui. Me deixa feliz saber que te tocam minhas palavras de alguma forma.
      Eu quem agradeço!

      Excluir
  2. Como assim Beca??? A gente lê porque adora a forma como você expressa a sua arte!!! <3 DEMAIS DEMAIS DEMAIS

    ResponderExcluir
  3. Aaah, esse veio tão pessoal e de tanta identificação que quase pude me ver escrevendo como se fosse uma expressão de mim.
    Queria muito sentar pra tomar um café (ou alguma outra bebida, já que descobri seu segredo) qualquer dia contigo.
    Te admiro ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "(ou alguma outra bebida, já que descobri seu segredo)" melhor pessoa do mundo ♥♥
      Admiração mútua!
      Brigada por sempre voltar s2

      Excluir
  4. Perdoe-me o pequeno conhecimento de causa, já que há pouco cheguei aqui. Mas, após essa leitura - nada pequena, diga-se de passagem - me permito expressar o que, talvez, acredito ser o motivo.

    Não entendem porque leem, e é justamente essa uma das causas. Quando um autor não faz conhecimento de sua escrita, a torna tão íntima que aproxima aqueles que a reconhecem. Gera um sentimento de proximidade, como se fossem velhos amigos e guardassem segredos, fazendo planos um com o outro. É isso que eu senti. rs

    O Café de Beira de Estrada é exatamente o lugar que quero ter o prazer de parar e acompanhar.

    com amor, Eva
    amavelgirassol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que coisa mais linda!

      É realmente o que nos conquista, seja na leitura, nos livros ou seriados, nos reconhecer ali. Como bons amigos compartilhando segredos e boas histórias. Fico feliz que tenha se sentido assim.

      Muito obrigada pelo carinho, mesmo! <3

      Com amor,
      Beca.

      Excluir
  5. Também só tenho conseguido escrever sobre mim mesma e isso me frustra :c

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você só está conseguindo escrever sobre você é pq sua história almeja por ser contada.
      ❤️

      Excluir

Tecnologia do Blogger.