Sobre as coisas que fazem um bom dia ir descarga abaixo

terça-feira, janeiro 05, 2016

Aquela inspiração na madrugada que eu falo agora como se todo mundo também sentisse, quando no fundo eu sei que a maioria usa a noite para dormir (já eu, não consigo parar de pensar). Sobre essa inspiração, não confie nela. Eu sempre tenho vontades e desejos extravagantes (para não dizer "tolos") que me obrigam a fazer as maiores loucuras (idiotices) durante o período que eu devia estar no sétimo sono. Como por exemplo, meu vício por "tesoura" e "cabelo" na mesma frase. Comunicado isso, acrescento que, algumas horas atrás, eu simplesmente decidi que ia cortar toda a química do meu cabelo e deixá-lo tão natural quanto a luz do dia. Assim, (quase) do nada. 

E adivinha? Eu fiz isso mesmo porque eu nunca escuto o anjinho que fica no outro ombro — o diabinho é o que me convence a me jogar nas coisas que certamente me arrependerei depois; e se ele insistir que você mande mensagem para o ex, um médico deverá ser consultado antes que a situação se agrave. E não para por aí. Os planos para o dia de hoje joguei no lixo junto com os cabelos decepados (medusa?), isso significa três coisas:
  1. Não ir para o trabalho.
  2. Não sair para o shopping com as primas como combinado.
  3. Me trancar no quarto por três anos até não haver resquícios desse corte.

Cheguei a conclusão de que essa história de liberdade capilar só me frustra. Tudo me frustra. Credo. Eu preciso ser mais visionária. E a grande questão, qual é? Como lidar com o crush depois dessa drástica mudança que eu só não chamo de 'tragic drama' para não me sentir pior?

Exatamente, eu não lido.
Vou colocar tranças, dessas black bem bonitas. Espero que não seja só mais outro desastre na minha cabeça, de deprimente já basta o que eu carrego dentro dela.

You Might Also Like

12 comentários

  1. Que texto incrível! Eu me sinto assim também quando o assunto é cabelo. Cortei minha franja sozinha há um mês atrás, me arrependi até a alma haha. Você conseguiu exemplificar bem todo esse drama, adorei :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho a velha mania de sempre meter a tesoura, seja na franja, nas pontas ou fazendo um corte esquisito haha, obrigada <3

      Excluir
  2. Cabelo é um assunto sério, e ai de quem diga o contrário aieuhihe. O drama ficou bastante explícito (você cortou mesmo? Quero fotos menina!), mas faz parte, um dia cresce de novo e fica tudo melhor, mas o azar, poxa, esse só com bênção ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHA nem fala. Cabelo é seríssimo.
      Cortei sim ahsuash em breve eu posto, muito obrigada pelo carinho, moça ♥

      Excluir
  3. Amiga, vamos com calma! Sempre dá pra dar um jeito! Eu sempre dou, haha. Logo que corta sempre fica esquisito, mas aos poucos a gente vai aprendendo a lidar com o cabelo e começa a gostar dele...

    Eu só não tenho mais coragem de cortar sozinha. Apesar da minha impulsividade, faço o máximo pra esperar pacientemente por um horário no salão pra conseguir fazer alguma coisa.

    Mas ó: cabelo curto é MUITO bom. Se você não gostou do corte, provavelmente vai gostar da maneira de cuidar. Aí é só ver um corte que tu gosta mesmo. :3 (digo, eu imagino que esteja curto o teu cabelo né, você não especificou se a química era só nas pontas ou por tudo, haha)

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, a gente sempre acaba dando. Verdade, eu passei o dia inteiro na bad na cama, mas agora de noite até que parece que posso me acostumar rs.

      Se tem uma coisa que eu não tenho, essa coisa é paciência. Para nada. Corre ansiedade no lugar de sangue nas minhas veias hasuhau. Sempre acabo agindo por impulso por isso.

      Verdade. É bom mesmo, bem livre. E sim, ta bem curtinho haha (bem mesmo). Acho que estou com aspecto mais confiante do que realmente sou. Isso me assusta um pouco haha. Mas talvez esteja legal. Primeira vez que me vejo e percebo que realmente já saí dos quinze anos. Isso é bom né? rs

      Muito obrigada pelo carinho, Maria, beijo ♥

      Excluir
  4. Tenho uma relação de amor e odeio com a tesoura haha no momento to com um cabelinho num estilo Amelie Poulain mas já tanta coisa nele que as vezes fico de boca aberta olhando minhas fotos. Cabelo curto é muito pratico e á uma leveza muito grande <3
    Cabelo grande é lindo mas cuidar dá uma trabalheira danada, eu admiro quem tem cabelo grande porque eu mesma não tenho um pingo de paciencia pra cuidar!
    Beijos

    ps: você deve estar muito linda, menina!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, amo seu cabelo assim. Sério. AMO!
      Ok? Ok. haha
      Verdade, é puro amor mesmo. Eu já tive assim curtinho estilo Alice Cullen, lá pelos meus quinze anos. Dessa vez, entretanto, ta natureba. Do jeito q ta nos genes.
      Também não tenho paciência. Quando as pontas começam a ficar mafuá aiaiai, me dá uma agoniaaaaaaaa tu nem sabe rs

      Muito obrigada, sua linda <3
      mil beijos

      Excluir
  5. Há alguns anos eu não me imaginaria como sou hoje, com o cabelo cacheado e melhora inda... andando descabela por ai sem sombra de preocupações. Eu chegava a falar que se um dia eu tivesse que usar meu cabelo natural, eu entraria em depressão e não sairia jamais de casa. Um belo dia eu me vi cansada de me acabar e acabar todo meu cabelo com chapinha, além da preguiça de fazer todo aquele ritual e privações. Fui me acostumando aos poucos, mas o mais importante é que eu tenho pessoas que me amam e me apoiam ao meu lado. Se o crush perder o interesse, isso prova que ele é um babaca e que você merece alguém melhor. Eu namorava quando resolvi assumir o natural, sai do liso pro cacheado do dia para a noite e tive todo apoio. Mas não se prive de mudar pelos outros, ninguém tem nada a ver com as suas escolhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredita que eu passei a gostar? Acho que me dei essa chance. Mil obrigadas pelo apoio e pelo comentário. Chapinha nunca mais <3 essa liberdade é maravilhosa.
      Recebi tanto apoio que eu nem esperava, isso deixa a gente feliz, né?
      Inclusive os crushes (opa, mais de um, Rebeca?) adoraram também kk, pontinhos a mais para mim. Se eles não gostassem também, que fossem comer capim.
      Sua linda, amo seu cabelo *-*
      Mil beijosss

      Excluir
  6. Já tive essa coisa de querer pegar a tesoura e mexer no cabelo por conta própria, e isso nunca deu certo. Da mesma forma que cortar franja reta nunca deu certo pra mim (mesmo cortando no salão), e eu repeti esse erro mil vezes e ficava uma bosta todas as vezes. As vezes a gente demora pra aprender, mas não adianta, né? Parece que a gente tem que passar por essas coisas pra tirar da cabeça. Espero que você consiga ficar satisfeita com o seu cabelo logo, viu? Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre faço isso, desde pequena, é uma loucura minha, eu acho rs.
      Nem me fala em franja, eu já cortei umas dez mil vezes e sempre fica uma bosta, mas eu sempre penso "dessa vez vai ficar bom". Até parece hashausa
      Estou satisfeita sim, muito obrigada pelo carinho, beijão!

      Excluir