Por: Rebeca Maynart | 11 Comentário(s)

A metáfora do sapo

domingo, outubro 25, 2015

O texto de hoje vai ser longo, mas é importante, porque na vida real, nem tudo são flores, nem tudo é poesia.

Há uma teoria que prova que se você colocar um sapo em água fervente, ele foge chamuscado, porém vivo; no entanto, se você colocá-lo num recipiente com a mesma água de sua lagoa e esquentá-la aos poucos, ele permanece estático e morre fervido. Inchadinho e feliz. Foi então que comecei a pensar que nós somos os sapos. Cada vez mais imersos num governo autoritário, numa falsa democracia e liberdade, que nos fervilha aos poucos.

O conformismo é um dos temperos, o sentimento de "deixa como está", "não podemos fazer nada", "para de reclamar" e muitas outras desculpas. Enquanto uns querem a ditadura de volta, eu quero meus direitos. Pequenos detalhes nos são roubados todos os dias, vez ou outra algo grande, mas quem liga? Especialmente quando não nos envolve. "E daí que gays não podem casar? Eu não sou gay." "Mulheres não devem abortar porque sou a favor da vida, menos da dela, é claro. Ademais, não podem comprar pílulas do dia seguinte também.". Outra coisa interessante, vocês que compram internacionalmente sabiam que de acordo com o Decreto-Lei 1.804, de 3 de setembro de 1980, compras abaixo de 100 dólares americanos feitas por pessoa física NÃO PODEM ser taxadas? Embora a Receita Federal tenha declarado que apenas compras abaixo de 50 dólares de pessoa física para pessoa física possam ser isentas da taxa. Você pode ler mais sobre isso aqui. O que quero dizer é que isso não poderia acontecer, porque nada pode sobrepor-se a um decreto-lei e NINGUÉM FEZ NADA em relação a isso. Nós continuamos sendo taxados, roubados, lesados.

Veja, são coisas "pequenas" que o tempo todo são impostas a nós, na maior parte das vezes, sem o nosso conhecimento e consentimento. Os livros de distopia, tão adorados... Mal notamos o quanto são reais, o rumo que o nosso país e o mundo no geral está tomando. Você quer ser o sapo? Você quer se conformar com tudo que nos for estabelecido? Pensa comigo, quem diabos essas pessoas pensam que são para ditar o modo como devemos levar nossas vidas da forma mais intrínseca possível? Para nos obrigar a seguir suas religiões, seus costumes e suas crenças? 

A única coisa que eu consigo pensar é, desculpe pelo palavrão, PUTA QUE PARIU. Que merda de regressão é essa? Depois de tantas lutas e conquistas o Brasil está voltando para 1500. Bem vindos ao feudalismo. Quem será o próximo a queimar nas fogueiras da inquisição? Fogueiras essas que estão aí todos os dias, quando mulheres são assediadas e NADA acontece, afinal "você estava vestindo uma roupa curta demais, a culpa é sua". Quando gays, negros, trans e qualquer outra minoria sofre milhares de preconceitos, inclusive diante da lei e NADA acontece, afinal, ninguém tem que aceitar nada. Quando uma criança de DOZE anos é atingida por assédios horrorosos nas redes sociais e NADA acontece, porque "é apenas humor", "isso não prova nada".

Eu não sou uma especialista em direito. Eu não sou a melhor pessoa do mundo. Mas eu sei que eu não quero isso para minha vida, para meu país, para todos nós. Podem parecer coisas pequenas agora, mas, como diz outro ditado, "de grão em grão a galinha enche o papo". Indignação é a única coisa que eu consigo sentir agora. E eu não disse nem metade do que estava com vontade.

11 comentários:

  1. Vou falar o que depois desse desabafo que é seu, mas é meu e de muitos mais.
    Infelizmente vivemos em um mundo que acha melhor ficar no ruim que já conhece, do que se aventurar e acabar caindo no pior. Mentalidade pequena? É sim, mas já crescemos, somos educados com esse pensamento.
    Não sei quando tudo vai mudar, as sei que vai.
    Meus filhos merecem um país melhor, eu mereço, você, nós brasileiros merecemos.
    Parabéns Beca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Mila, fico feliz que tenha gostado do texto. Muito obrigada.
      Queremos um futuro melhor nesse país para nós e para nossas futuras gerações!

      Excluir
  2. Meu, este é um dos melhores textos que li este ano, parabéns!
    Quisera eu ter seu dom de dar a mensagem nua, crua e perfeita de forma resumida (quando vejo, to concluindo um textão que resulta numa leitura de duas horas - que ninguém lê) AHAHHA.

    Também fico perplexa com tamanho comodismo de nossa sociedade diante de um país fdp desses.
    E não apenas pelos preconceitos que enfrentamos, como os impostos QUE NÃO TEM RETORNO, o judiciário falido, a politicagem que tomou conta e a cultura do atraso que se enraizou.

    Adorei sua reflexão e to amando o Café de Beira de Estrada <3

    PS: Muito amor seu comentário no meu texto de retomada à bruxaria.

    Beijão, linda ♥

    Faroeste Manolo
    Página Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, eu juro que já tava cogitando apagar daqui, achava que estava bem ruim, para ser sincera. (quase nunca gosto de algo que escrevo, especialmente tratando de assuntos sérios). Mas seu comentário me deixou tão feliz e lisonjeada que nem sei te dizer, muito obrigada mesmo. Muito bom saber que passei a mensagem que queria.

      Comodismo é uma droga, e o pior de quem é cômodo, é esperar que o resto das pessoas seja também, reclamando com quem TENTA fazer alguma coisa para mudar. Bleeeeee
      Nem me fala dos impostos, é uma das coisas que mais me tiram do sério. É muito absurdo, sério.

      Muito obrigada mesmo, fico feliz demais que você ta gostando <3

      Eu vi sua resposta *-* s2

      Beijão, Hell

      Excluir
    2. Tô adorando MEIXMO ♥.
      Não pare de escrever, você tem talento e é articulada.
      Mais textos revolts, please!!! HAHAHAHAH.
      Infelizmente estamos tão acuados com nosso cenário que é difícil até de se pensar em como mudar essa merda. Mas como jovens conscientes, nosso papel é esse.

      *-*

      Beijão, Beca ;*

      Excluir
    3. Tu é amor demais! ♥ Muito obrigada pelo carinho!!!

      Excluir
  3. Tava passeando pela blogosfera e muito me agradou o seu texto! Esses tempos tem me indigbado bastante os absurdos que vejo dos sites de notícia na minha timeline relacionados à regresão, preconceitos, pedofilia um atrás do outro como um bombardeio na alma, fiquei mal, senti vontade de ir morar com os lobos, mas fiz uso como sempre da escrita para aliviar minhas dores, afogar as mágoas nas palavras... fiz dois post sobre essa indignação e umas poesias ainda não postadas e com a mente mai leve pude me centrar e pensar no que disseste, precisamos lutar, precisamos nos indignar, escrever para que alguns olhos sejam abertos!
    O seu texto foi um presente para mim, para me sentir menos só no mundo das blogueiras que escrevem coisas fofas rs estou tão crítica ultimamente devido a tanta indignação que estou me sentindo chata rs. Mas eu sinto falta disso nos muitos blogs femininos que eu frequento, essa noção de que tudo que ta acontecendo tem muito a ver com todas nós, a realidade doi mas ela precisa vista, revista e debatida senão para sempre continuaremos assim, sendo lesados sem nem sabermos ou nos importamos.
    Parabéns!
    beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada mesmo por esse comentário lindo ♥
      Concordo, ver esse comentário e o da Hell, sobre como gostaram do texto fizeram-me sentir melhor. Tenho andado tão crítica também que me sinto chata, geralmente ninguém gosta de ler esses meus textos revolucionários e revoltados. Mas eu não consigo me calar, não consigo assistir e deixar como está. Está tudo de cabeça para baixo, tão injusto. Nem tudo são flores, poesia e amores não correspondidos. Tudo isso que está acontecendo nos afeta também, e MUITO.
      Obrigada mesmo de novo, me deixou muito feliz quando vi ♥ rs
      Beijo

      Excluir
  4. Oiii Beca! Sabe eu evito temas polemicos, porque hoje em dia ate por vc se manifestar "ta errado tbm". Mas eu adorei muito voce ter trazido esse tema pro blog. Eu me sinto bastante impotente em relacao de como estamos e pra onde vamos. Aqui na Australia eu vejo taaaaantos brasieliros falando mal e tipo "nao to mais la foda-se". E muitas vezes quando os gringos me perguntam sobre o que ta acontecendo no Brasil eu fico sem saber o que falar. Nao sei se falo que quem comanda o Brasil sao pessoas imundas ou se falo que o povo permite.. HAHAHAHA Triste ne? Parabens pelo post. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, tem esse hábito entre algumas pessoas de que se você ta insatisfeito com algo, "você tá errado também". Muito obrigada, Beca. Fico feliz que tenha gostado do texto. Verdade, que bom que tu ta aí viu? Porque olha... Se bem que o mundo todo está de ponta a cabeça, nas aulas de sociologia me pergunto "o que que eu to fazendo aqui?" Triste mesmo.
      Muito obrigada pelo carinho, beijos s2

      Excluir

Tecnologia do Blogger.