Por: Rebeca Maynart

Sinto muito por sentir demais

quarta-feira, setembro 16, 2015

Da minha alma que transborda, eu sinto o vazio. Do meu coração cheio de nós, eu vejo apenas a mim. Do meus olhos marejados eu sinto, depois de tanto tempo, lágrimas passearem pelas minha bochechas. "É apenas mais um desses dias que parecem cruelmente intermináveis onde nada faz sentido", insisto em afirmar para mim mesma. Minha atitude indiferente soa bem rude, mas entenda, eu só não quero sair do meu casulo interior.

Os sorrisos distribuídos em algum momento pela manhã, parecem uma memória distante e esquecida em meio a um olhar melancólico e uma mente perdida. O ônibus demora de passar, o transporte público não é mesmo boa coisa. Meu corpo apanha da chuva como apenas mais um sinal de que eu não devia ter levantado da cama hoje. E se eu fosse embora sem realmente dar adeus? Pegar um ônibus para lugar nenhum, viajar para longe, dirigir por horas e simplesmente ir? Eu voltaria depois, é claro. Mas só por um tempo eu gostaria de não estar aqui. Só por um momento seria bom estar em algum outro lugar.

Talvez a chuva e a gripe façam de mim uma pessoa inacreditavelmente melancólica e uma péssima companhia. Desculpe. A escrita realmente não tem fluído tão bem, não importa o quanto eu tente, as palavras ainda parecem desconexas e as linhas vão se embaralhando uma na outra. Minha bagunça emocional reflete minha falta de vontade de fazer qualquer coisa diferente de nada. Eu me afoguei em mim mesma.

14 comentários:

  1. Tenho que confessar que só o título desse texto já me destruiu.
    E sei bem como é esse sentimento de inércia total.
    Como amo te ler Rebeca. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho, Cami ♥
      A melhor parte desse sentimento é que ele passa, em algum momento.

      Excluir
  2. Texto lindo. Adoro esse estilo de escrita mais melancólica. Em certas épocas é o único tipo de texto que consigo escrever.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o que eu mais escrevo, o que mais gosto também. Tem épocas que é a única coisa que flui, né Mari?
      Beijo ♥

      Excluir
  3. Texto forte! Também já me senti assim, com vontade de vagar por ai sem ter nenhuma razão.
    Escreva mais, por favor <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que amor, obrigada ♥
      Às vezes a gente só precisa de um tempo só nosso para por a cabeça no lugar...

      Excluir
  4. Que incrível ♥ Mesmo quando estamos sem palavras elas insistem em nos dar um olá e isso é a parte boa de escrever. Apesar da melancolia, sentir muito por sentir de mais é algo que nunca imaginei ter de dizer a alguém, ou a mim mesmo, mas tudo bem. Sentimos muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, moça ♥ Fico muito feliz quando tu diz que gostou do que escrevi.

      Excluir
  5. Teus textos sempre tão intensos! Parabéns!
    Bjss

    http://www.estrelaminha.com/

    ResponderExcluir
  6. Oinnnn!! clap clap clap! Me vi muito nesse texto. Sabia que quando eu fico doente eu fico extremamente nostalgica e melodramatica? sou daquelas quase depressivas com um mero resfriado! Mas meeeeeu, eu adorei o teu jogo de palavras e nao ta nada desconexo nao! Parabens parabens. Adoro teus textos! Beijinhos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, então me abraça, Beca! Haha a gripe me atingiu e com ela veio a melancolia e a vontade de escrever esses textos sentimentais. E muito obrigada pelo carinho ♥♥ Fico muito feliz que tu goste *-*

      Excluir
  7. Às vezes a única saída parece ser desligar-se ''de vez'', momentaneamente, se jogando no mundo ou em alguma estrada por aí. Por aqui existe um lugar que chamo de refúgio. Bom é poder simplesmente ir e vagar por qualquer lugar que te afaste daqui e te faça renovar qualquer coisa boa que possa ainda existir dentro de você. É como se quanto mais você se afastar daquele lugar, daquelas pessoas, mais você começasse a enxergar e sentir as coisas boas de novo.
    O sentimento de afogar-se em si mesmo, de perder-se na escuridão que ali dentro habita pode muito bem representar o seu anseio por algo totalmente novo, inesperado, algo estimulante e que faça todas aquelas outras coisas sem graça da vida terem cores novamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bonito isso que você disse. É sim, às vezes a gente só precisa se afastar de tudo, por a cabeça no lugar, ficar na companhia de nós mesmos e entender algumas coisas ou não pensar em nada. Respirar fundo e ver as coisas de outro modo, deixar o universo dar vida ao que parecia ter morrido na gente. Muito obrigada pelo carinho ♥

      Excluir

Tecnologia do Blogger.