Por: Rebeca Maynart | 4 Comentário(s)

À beira de um precipício de emoções


Você sabe como é estar à beira de um precipício diante de todas as suas emoções? O mínimo impulso e você mergulha no abismo de imensurável júbilo ou violenta angústia. Nenhum dos dois é bom. Mesmo quando se está caindo em aprazível animação, o chão ainda estará lá para te receber quando isso passar e, quanto mais alto você sobe, mais pungente é a queda.

Ao passo que sentes o prazer psíquico (felicidade) em doses despretensiosas e regulares, sinto-a triplicadamente num estouro de fogos de artifício borbulhando minha epiderme de contentamento. Também assisto-a escapar tão ligeira quanto chegou, arrastando consigo os vestígios de que um dia estivera aqui. Como uma noite divertida de bebedeira, destruída por uma péssima ressaca do dia seguinte, quando você não lembra de nada e sabe somente que terá que lidar com a insuportável dor de cabeça por todo o final de semana. 

Melancolia constante ou alternações entre os picos de euforia e a enraizada depressão? Letárgica e condescendente, eu nunca soube decidir. Uma matéria esgotada, vagando e existindo (à flor da pele), desconhecendo meio termos, tão somente experienciando extremos. De um temperamento que figura gráficos da bolsa de valores: nenhuma estabilidade e assustadoramente imprevisíveis, entretanto, estas seriam apostas sem nenhuma possibilidade de ganhos.

Não há porto seguro que resista aos incessantes desastres da minha natureza, de essência destrutiva e estrutura despedaçada. A manhã seguinte é sempre meu maior assombro, uma noite inquieta sob o temor de acordar sem disposição de tentar outro dia.

4 comentários:

  1. Beca mais uma vez a identificar-me nessas suas palavras!
    Obrigado por me tocar de novo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço sua visita e lamento que tenha se identificado, são parágrafos pesados.
      Fique bem.
      Um beijo <3

      Excluir
  2. Uma hora estou transbordando de emoções e sendo engolida pra dentro de mim mesma, e em outra hora não sinto absolutamente nada e me vejo como morta :c

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa montanha russa louca de emocoes.
      Fica bem, Bru ❤️ obrigada pelo carinho!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.